O meu post desta semana começa no Brasil e termina nos Estados Unidos. Para se ter uma ideia fazemos coisas que já nos parecem cotidianas e que foram se tornando essenciais em nossas vidas. A comunicação 4.0 nos penetra sem pedir qualquer licença.

Você decide aonde vai e como será. A compra da sua passagem é feita online, com acesso a todas as rotas e melhores preços. Arruma as malas e lá vai o dedinho pedir um carro por aplicativo. Chegou no aeroporto você mesmo pode fazer o cartão de embarque. Prático? Ou essencial? Passa o passaporte numa leitora e sorri para foto. Pronto! Boa viagem!

Embarquei de olho em alguns detalhes.  Na véspera da viagem recebi um e-mail da companhia escolhida me solicitando para baixar um aplicativo e já fazer check in com todos os meus documentos escaneados. Já fiz esta rota algumas vezes na minha vida e com locais de escala diferentes. Desta vez fiz Rio de Janeiro/ Houston /Washington. A primeira vez que vim era filme no telão coletivo e hoje você escolhe o que assiste. Para mim, que não consigo dormir, é maravilhoso. Conteúdos variados passando por filmes, documentários, séries, boas músicas e até podcast. E também a interação com a viagem, mapas, horários e um canal que você pode ouvir a cabine do comandante da aeronave. Estamos linkados mesmo nas nuvens!

É neste mundo onde o real se mistura com o virtual que estamos hoje. Ao caminhar pelo aeroporto Galeão, ainda na Cidade Maravilhosa, fui observando os serviços e lojas até o meu portão de embarque. Parei e comprei uma água em uma máquina. Há a ferramenta Passageiro Digital, uma forma de tirar dúvidas eletronicamente. No banheiro as descarga tem sensor de presença. Em Houston, às 5h da matina, o aeroporto tinha vida intensa. As pessoas consumindo com as televisões ligas e nas mesas dos restaurantes um Ipad ou tablet onde te conecta com os cardápios e informações, também é possível assistir filmes e séries com total interação. Fiquei impressionada com a quantidade voos e o tamanho do aeroporto. É a minha primeira vez em conexão por lá.

O tempo inteiro a companhia aérea escolhida me manteve informada por e-mail qual seria o meu portão, procedimentos de conexão e onde retirar a bagagem. Gostei da política de recolher o lixo reciclado separadamente, viva a sustentabilidade! Apostei na passaporte Américas da minha operadora de celular e funciona perfeitamente. Na saída do aeroporto pagamos o estacionamento na cancela com o cartão de crédito sem quaisquer funcionários.

Pode parecer corriqueiro tudo isto que te contei acima. Afinal, já se tornou tão usual e normal no nosso cotidiano. A comunicação 4.0 tem exatamente o foco na pessoa, naquilo que ela sente e deseja. No meu próximo post continuarei de olho neste mundo 4.0, o nosso mundo. Até lá!

Beijos,

2 Replies to “Comunicação 4.0”
  1. Oi, Liane! Gostei bastante de ler seu post leve e com todo o passo a passo do serviço e de muitas experiências desde o Rio até os Estados Unidos. Todas as experiências oferecidas foram criadas pensando em como agradar os clientes… cada pequeno detalhe foi projetado! =) Apesar de parecer corriqueiro, tudo foi bem calculado! Beijo!

Deixe uma resposta